25 de maio de 2014

Resenha: Nascida á meia noite

Titulo: Nascida a meia noite - Os sobrenaturais
Autora: C.C. Hunter
ISBN: 9788564850002
Editora: Jangada
Páginas:315
Classificação:         
Sinopse: Nascida a Meia-Noite, de C. C. Hunter, é o primeiro livro da nova série de ficção fantástica: Saga Acampamento Shadow Falls. A obra retrata a história de uma garota enviada a um acampamento para adolescentes com habilidades sobrenaturais. Um novo e excitante mundo paranormal, a imagem de uma heroína e um triângulo amoroso são os elementos que marcam essa série de alto nível.

Minha opinião: Nascida à Meia-Noite – Os Sobrenaturais é o primeiro livro da saga Acampamento Shadow Falls, escrita por C. C. Hunter e publicada no Brasil pela editora Jangada. A série é composta por cinco livros, sendo que três deles já foram lançados em português (Desperta ao Amanhecer é o segundo e Levada ao Entardecer, o terceiro, lançado em janeiro de 2013).Conta a história de Kylie que é pega em uma festa que contém muitas drogas e bebidas e é levada a polícia. Sua mãe ``preocupada´´ ( as aspas é por que Kylie acha que a mãe não se preocupa com ela) manda ela para um acampamento Shadow Falls, que é para pessoas problemáticas e fica na cidade de Fallen. Logo no ônibus ela fica assustada com as pessoas e sente que não vai se adaptar, pois vê uma menina segurando um sapo que depois misteriosamente some e um menino que ela tem certeza que a cor dos olhos mudaram.
Nesse livro Kylie vai começar a entender as coisas misteriosas que aconteciam com ela, como o soldado Dude que é um homem que só ela consegue ver e vai se apaixonar por Derek que é um fae ( um tipo de fada só que homem ) que quer muito namorar com ela e por Lucas que é um lobisomem misterioso e com quem ela tem um passado secreto e assustador.
A escrita da C.C. Hunter parece a da Alyson Noël e da P.C e Kristian Cast, que também escreve livros sobre coisas sobrenaturais.Tenho certeza que se você gosta delas você vai gostar desse livro.

Post feito por:

Nenhum comentário:

Postar um comentário