23 de novembro de 2015

Resenha: Todos os nossos ontens


Imaginem um mundo assolado por guerras, onde cada passo seu é monitorado e onde é possível retornar ao passado. O livro é narrado em duas épocas e para vocês entenderem melhor a resenha vou dividi-lá em duas partes de acordo com quem narra.

 Em - Futuro
Ela vive nesse mundo futurista, mas infelizmente está encarcerada em uma base militar onde constantemente sofre torturas na mão de uma pessoa que ela chama de " O doutor ". Para conseguir passar por tudo isso ela conta com a ajuda de seu vizinho de cela chamado Finn, mas eles não conseguem se ver.
Para se distrair um pouco ela passa os dias analisando um ralo existente na sua cela e tentando descobrir para quê ele é utilizado. Cansada de imaginar tantas possibilidades ela resolve abrir o ralo e encontra dentro dele uma sacola com uma carta escrita por 14 versões dela e a última ordem que tinha no bilhete era: VOCÊ TEM QUE MATÁ-LO !
Com essa ordem na cabeça e acompanhada de Finn, ela volta quatro anos antes para poder matar o inventor de Cassandra ( a máquina de viagem no tempo ) e impedir todos os maus que estão acabando com o mundo.

Marina - Passado 
Marina vive quatro anos antes desse mundo futurista. Ela é uma menina de 16 anos que está contando com a ajuda de suas duas melhores amigas para conquistar o seu vizinho James. Marina e James são amigos desde a infância e um sempre contou com a assistência do outro, principalmente desde a morte dos pais de James. James Shaw é um gênio que aos 17 anos já se formou da escola e faculdade, que atualmente mora com seu irmão Nate, que trabalha para o Governo.
James convida a Marina e o seu melhor amigo Finn para um jantar que o Congresso organizou, mas nada saí como o planejado, nesse jantar seu irmão Nate é assassinado e tudo começa a mudar.

Esse é um livro cheio de reviravoltas e aventuras, seguindo o estilo de narração das trilogias Jogos Vorazes e Divergente. Esse foi um dos poucos livros que fez o meu coração bater mais forte a cada página lida. Sem dúvida um dos melhores livros de 2015 !!



O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...



    Todos os nosso ontens (Cristin Terrill) - Novo Conceito  - Classificação:        


Nenhum comentário:

Postar um comentário